15 de junho de 2009

Les Etudes Brillantes

Agora rescrevo a primeira página do meu diário de sonhos. (este tem uma figura feminina desenhada entre as linhas da página, o papel é quadriculado e tem uma estrutura rompida por caos de um louco, cheira a papel velho e a tabaco, tem a capa desgasta e manchas de café no perfil das páginas)


Diário de sonhos, guarda no tempo a minha memória, preserva na escrita os meus sonhos a minha história.
Na tua áspera qualidade rasgam pelo espaço gritos e palavras, sustos de loucura, momentos de ternura, traços a carvão, música e cor, em linguagem tudo se concretiza e fala.
Leva-me tudo, todas as frases soltas em balanço e versos ponteados pelos dedos de uma musa. Dei-te a alma, ofereço-te a razão desmedida , leva-me tudo , leva-me a vida.

Guarda-me os sonhos poesia

16 comentários:

  1. ohh, eu sei que mudam, e olha que este rapazinho mudou para pior e não para melhor :s

    a sério? ahah, que giro. conheço pouca gente que tenha visto o filme dos sonhadores, mas adorei o filme, gostei mesmo :) os cigarros são mesmo sensuais, ahaha

    btw, adorei este texto, senti mesmo aquilo que escreves-te, adorei :)

    ResponderEliminar
  2. bem bonito e descritivo o que escreveste :)
    sim, sou a /naogostodeti e tu és o /henrapo.

    ResponderEliminar
  3. é mesmo.. o filme dá um realidade diferente do mundo. já vi o filme duas vezes, e na segunda achei ainda melhor :)

    ResponderEliminar
  4. Diz-me, como é que um Filósofo de Merda escreve coisas assim? Hás-de me dizer! Ou és masoquista (o que sinceramente não me parece), super modesto ou então é falsa-modéstia (o que também não me parece). Porque isto de merda não tem absolutamente nada!

    ResponderEliminar
  5. Obrigada então.
    o meu pai veio da madeira ontem!

    ResponderEliminar
  6. Podes não ser um filósofo grandioso, cujas filosofias foram estudadas por pessoas de todo o globo, mas nunca serão merda porque são uma maneira de tu te expressares.
    E contribuem sim. Olha só para todos estes comentários de pessoas que opiniam sobre as tuas filosofias. Ei ei, arranjei uma metáfora rasquita agora mas que deve dar para veres o que quero dizer: um quandro. Imagina que um pintor local pinta um quadro e põe-no numa exposição de uma vila qualquer. Teoricamente, também não salva vidas ou acaba com a fome no mundo, mas faz sempre algum diferença, por mais pequena que seja, de quem viu e apreciou. É assim com as tuas filosofias.

    ResponderEliminar
  7. Se tudo o que fizessemos na vida fosse importante e tivesse muita relevância...bem, que caca!

    Ahahah, essa dos loucos está fantástica!

    ResponderEliminar
  8. talvez na altura em que escrevi esse registo houvesse um vazio, mas já foi ultrapassado :)

    muito obrigada por dares a tua opinião *

    ResponderEliminar
  9. belo diário de sonhos que tens aqui :)

    que desgosto mesmo, não é fictício.
    é tudo um "isolamento", tens razão.*

    ResponderEliminar
  10. Henrique, tens alma de um louco e dedos de escritor. tudo o que escreves é uma viagem!

    ResponderEliminar
  11. Essa introdução está muito bem constituída. eu gosto bastante.
    as palavras fluem umas através das outras, tudo se interliga.

    abraço henrique - alegria

    ResponderEliminar

Os Reflexos