3 de julho de 2009

Eros

Calor, cânticos suaves acompanhados a lira ao teu ouvido. Porque sinto , porque sei, não admiro o espelho que jaz defrontado à minha ténue e grave voz. Talvez por não me ver reflectido na sua imensidão, que na verdade apenas uma ilusão criada pela luz emanada do belo luar radiante em noites de intensas danças ao fogo, frescura e água sentem-se nos pés, a loucura o prazer. Nada adianta se ainda vejo o manto prateado que me tormenta espelhando os meus traços, as minhas horripilantes teias de versos e memórias, quero sentir o novo, olhar a floresta de noite, entrar pela sua misteriosidade assombrante, nada se compara ao raiar da lua entre as árvores. Acabaria por adormecer com a cabeça apoiada no teu ventre.


Tens os olhos negros , parecem absorver a luz que te rodeia.

13 comentários:

  1. isto arrepiou-me. esta realmente muito bonito :)

    ResponderEliminar
  2. viajei e não quero voltar desse texto :)

    ResponderEliminar
  3. tanta palavra com o seu próprio sentido. tantas sensaçoes descritas e escondidas entre as palavras. texto confortante e poderoso. delícia :)


    abraço*

    ResponderEliminar
  4. Tendo em conta que "eros" representa a vertente erótica do amor, acho que o texto se enquadra bem com o título, posso dizer que está um texto "à Eça", uma descrição erótica praticamente imperseptível.
    Ou estarei enganado?
    De qualquer maneira muito bom texto.

    ResponderEliminar
  5. "Tens os olhos negros , parecem absorver a luz que te rodeia."

    muito bom, mesmo.

    ResponderEliminar
  6. o teu sentido entrega-me ao amor. faz-me mergulhar num lago iluminado pela lua e a sair nua e coberta de magia.


    quero visitar a floresta.

    ResponderEliminar
  7. De todos os livros de Saramago que li ainda não houve apenas um que não tenha gostado. O Ensaio Sobre a Lucidez está bom, bastante bom! Partilho da mesma opinião em relação ao Ensaio sobre a Cegueira, é dos meus livros preferidos sem dúvida alguma, e foi o primeiro de Saramago que li.
    Quanto à tua escrita, depois de ter lido o comentário do Aragorn, nada melhor que isso consigo acrescentar. Nunca me lembraria de tais palavras, mas não consigo discordar delas, prenderam-me.

    ResponderEliminar
  8. "Calor, cânticos suaves acompanhados a lira ao teu ouvido."

    não será ela um buraco negra?
    artista []

    ResponderEliminar

Os Reflexos